Polícia prende assassinos de taxista morto a facadas e que teve corpo queimado

Assassinos fugiram para o Paraguai, mas foram cercados e presos

A Polícia prendeu dois homens e apreendeu um adolescente pelo assassinato do taxista Ademar Beraldo, que teve o corpo encontrado em meio a um canavial na manhã de domingo (24) depois de desaparecer na noite de sexta-feira (22), na cidade de Caarapó, distante a 273 quilômetros de Campo Grande. Ele teria aceitado uma corrida dos autores do crime.

Segundo o delegado Mikail Faria de Ponta Porã, os autores do assassinato foram identificados e fugiram para o Paraguai, mas em conjunto com a polícia paraguaia foi feito um cerco e os autores voltaram para o lado brasileiro quando acabaram presos. Teve o pedido de prisão preventiva pedido pela polícia Paulo Ricardo Cáceres de Lima.

Também foi preso Claudinei Santos da Silva e foi apreendido um adolescente, que participou dom crime. Todos foram levados para a delegacia. O corpo do taxista foi encontrado parcialmente queimado em um canavial, a 20 metros da Lagoa da Pedreira, que fica próximo ao centro de Caarapó. Uma testemunha encontrou a vítima depois de ver uma cadeira queimada e com marcas de sangue e avistando o corpo com as mãos e os pés amarrados.

Tudo teria começado, segundo um taxista que convivia com Beraldo, na noite de sexta quando ele havia aceitado uma corrida com três pessoas. O colega de trabalho desconfiou das pessoas e teria ligado para o filho de Ademar avisando sobre o ocorrido e também se preocupando com a segurança do taxista.

Ainda na noite de sexta, a família fez buscas na região, partes da capa do banco do carro e alguns documentos pessoais de Beraldo foram encontrados nas margens da MS-156.

Fonte: Midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *