Jornalista executado na fronteira com MS pediu para ‘não darem muitos tiros’

Leo Veras foi assassinado com 12 tiros enquanto jantava com sua família em casa

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o jornalista assassinado Leo Veras pedia que sua morte não fosse tão violenta, com tantos disparos de fuzil. Leo foi morto com 12 tiros em sua casa em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, na noite desta quarta-feira (12).

No vídeo, Leo fala que espera que sua morte não seja com tantos tiros de fuzil, “por que aqui se um pistoleiro quer te matar, ele vem na sua porta, manda você abrir e te dá um tiro”. O jornalista estava em sua casa jantando com sua família quando os pistoleiros chegaram e invadiram a casa.

O jornalista tentou correr, mas foi perseguido e assassinado com 12 tiros pelas costas, sendo um na cabeça quando ele já estava caído no chão. Após o assassinato, a polícia foi até a casa do jornalista e apreendeu o celular e computador de Leo para perícia e tentativa de descobrir as razões das ameaças que vinha sofrendo.

A esposa de Leo contou à polícia que ele estava muito nervoso e tenso nos últimos dias. Ela não confirmou a polícia se ele vinha sendo ameaçado. Algumas características dos assassinos já foram repassadas para a polícia, que agora tenta encontrá-los.

Leo foi atingido por 12 tiros, sendo que um foi na cabeça pelas costas quando ele já estava caído no chão, o que demonstra que o jornalista tentou fugir dos pistoleiros. Todos os tiros foram disparados pelas costas de Leo, que chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu e morreu.

Os três pistoleiros encapuzados estavam em um Jeep Grand Cherokee. Nos últimos dias, Léo Veras concedeu entrevista à emissora Record no programa Domingo Espetacular, em uma matéria especial sobre respeito do tráfico de drogas e violência na fronteira.

Fonte: Midiamax

Foto: Jornalista Léo Veras (arquivo pessoal)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: