Nelson Trad Filho diz que Bolsonaro já se justificou sobre vídeo

“Ele descaracterizou que ele fez essa mensagem”, diz Nelson Trad sobre Bolsonaro

O senador Nelson Trad Filho (PSD), ao ser indagado sobre a polêmica que envolve o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em relação à convocação para protestos contra o Supremo Tribunal Federal (STF), declarou que o presidente já se justificou quanto ao vídeo que estaria sendo compartilhado em redes sociais. “Ele (presidente Bolsonaro) replicou um vídeo para os seus contatos pessoais, ele descaracterizou, através de um post, que ele fez essa mensagem de que ele pessoalmente estaria incentivando isso”, disse o senador.

Nelson Trad também reforçou que a defesa das instituições democráticas devem ser mantidas. “A defesa deve estar sempre à frente de qualquer ação de governo que for, de direita, de esquerda, de centro, não existe nenhum instrumento melhor para se conduzir um processo numa sociedade do que a democracia, então eu quero ressaltar essa defesa das instituições democráticas. O Executivo tem que ter a sua independência, o Legislativo e o Judiciário também. Esse tripé funcionando harmonicamente, ele vai respeitar o que está na nossa constituição que é o seu funcionamento independente e harmônico”, reforçou o senador.

VÍDEO

Na noite da última quinta-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo, em sua página pessoal do Facebook, alegando que o vídeo inicial informando sobre movimento contra o STF era de 2015 e que depois de uma jornalista ter percebido que fez matéria baseada em vídeo antigo, teria ido atrás de compartilhamento do presidente que constasse algum novo vídeo que tivesse o chamamento para a mobilização e que estaria marcada para o próximo dia 15 de março. “Você (jornalista) teria recebido um vídeo, eu pedindo sim o apoio para a manifestação de 15 de março de 2015, então esse vídeo deve estar rodando por aí, e pelo que parece, você (jornalista) pegou esse vídeo, não posso afirmar que seja essa a história, realmente, então em cima disso você fez a matéria que eu estaria disparando watt´s app, pedido apoio para o movimento do dia 15 de março agora e depois que ela viu que tinha feito besteira, porque era um vídeo de cinco anos atrás, começou a ligar para algumas pessoas para saber se eu tinha mandado watt´s app ou não”, diz parte da live do presidente.

Em outro momento da transmissão, Bolsonaro diz que uma pessoa teria confirmado a jornalista que ele mandou vídeo pelo watt´s “e esse vídeo não mostra nada, veja lá se estou atacando (o Congresso), ela não divulga isso e não mostra, ela printou o vídeo e mostrou o print, não mostrou o vídeo em si. Até o print não tem nada a ver com o vídeo, (pois) fala da facada, da campanha e nada mais. No afã de dar o furo, ela esqueceu de ver a data ali de 2015”, justificou o presidente.

Fonte: Correio Do Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: