CNI pede a Guedes e Receita que entrega da declaração do IRPF seja adiada por 90 dias devido ao coronavírus

CNI alega que o adiamento é necessário para que a economia volte a uma situação de normalidade e os contribuintes possam obter os documentos necessários ao preenchimento da declaração

(Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) solicitou à receita Federal o adiamento, por um período de 90 dias, o prazo de entrega de declaração do Impostos de Renda da Pessoa Física (IRPF), cujo prazo final termina no próximo dia 30, devido à pandemia resultante do avanço do novo coronavírus. A solicitação, feita pelo presidente da CNI, Robson Andrade, que foi diagnosticado com a covid-19, foi encaminhada por meio de carta enviada ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao secretário da Receita Federal, José Tostes. 

No documento, a CNI alega que o adiamento é necessário para que a economia volte a uma situação de normalidade e os contribuintes possam obter os documentos necessários ao preenchimento  da declaração. O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais já havia pedido na semana passada o adiamento da entrega da declaração por um mês, mas o secretário da Receita negou esta possibilidade. 

“A medida tem o objetivo, sobretudo, de evitar uma sobrecarga para as diversas categorias profissionais que vêm se dedicando a garantir o regular funcionamento de atividades essenciais para que a sociedade brasileira consiga atravessar a grave crise que enfrenta, em decorrência da pandemia da covid-19”, diz o documento assinado por Robson Andrade. 

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: