Canadá projeta queda recorde de 12% na economia em função da pandemia

A economia do país presidido pelo primeiro-ministro Justin Trudeau sofrerá a maior queda de sua história em meio à pandemia de coronavírus

A economia canadense sofrerá uma redução de 12% em 2020, maior queda na história do país, em meio à pandemia de coronavírus.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (30) em um relatório do Gabinete do Orçamento Parlamentar do Canadá.

“Em 2020, presume-se que o crescimento real do PIB seja de -12%, o que seria de longe o desempenho mais fraco já registrado desde o início da série em 1961”, afirmou o relatório, citado pela Sputnik.

“Para colocar isso em perspectiva histórica, o crescimento mais fraco do PIB real registrado (de 3,2%) foi observado em 1982 – aproximadamente um quarto da queda presumida”, acrescentou o documento.

O relatório também prevê que o déficit orçamentário sofrerá um aumento de quase US$ 18 bilhões (R$ 97,9 bilhões) este ano, somando a cifra de US$ 181 bilhões (R$ 985,7 bilhões) no ano fiscal de 2020-2021 – totalizando 12,7% do PIB. Assim, o déficit orçamentário do país também será o maior já registrado na série histórica.

O relatório observou que, antes da crise induzida pela Covid-19, as contas do governo estavam em ordem. O primeiro-ministro Justin Trudeau frequentemente elogia a baixa relação da dívida e PIB do país, que, no entanto, deve subir para 48,4% em 2020-2021.

Apesar da perspectiva geralmente positiva, algumas autoridades canadenses manifestaram preocupação com o aumento dos níveis de endividamento das famílias e reconheceram as dificuldades econômicas em alguns setores e regiões do país, mesmo antes da pandemia.

Como todo setor da economia canadense permanece em estado fechado, quase um milhão de canadenses perderam o emprego em março, elevando a taxa de desemprego de 2,2% para 7,8% – o maior aumento em um mês na história do país.

De acordo com autoridades federais e dados do governo do Canadá, 7,26 milhões de canadenses solicitaram o benefício de emergência. Mais de US$ 18 bilhões (R$ 97,9 bilhões) de apoio emergencial à renda já foram distribuídos pelo governo.

Em março, as projeções do órgão para o PIB eram de 5,1% negativos em 2020. Esses estudos, no entanto, foram realizados antes da decisão do governo de reservar US$ 180 bilhões (R$ 979,9 bilhões) para medidas de estímulo às famílias e empresas canadenses em meio à pandemia.

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: