Senado aprova adiamento do Enem e texto vai à Câmara

Media estabelece que provas só poderiam ser realizadas depois da conclusão do ano letivo por conta da pandemia de coronavírus

Sessão virtual do Senado (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

O Senado aprovou na noite desta terça-feira (19), por 75 votos a 1, o projeto que propõe o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) até o fim do ano letivo das escolas públicas e privadas no país. As provas estão programadas para ocorrer em novembro.

O único senador que votou contra o texto-base foi Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro. A tramitação coloca pressão no governo Bolsonaro e no ministro da Educação, Abraham Weintraub, que são contrários e resistentes a um adiamento.

A proposta é de autoria da senadora Daniela Ribeiro (PP-PB) e foi relatada pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF). O projeto agora segue para votação na Câmara dos Deputados, onde tem apoio.

Mais cedo, nesta terça, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que seria bom o Planalto adiar os exames antes da votação no Congresso, “para não parecer que foi contra o governo”.

“O governo decidiu não adiar. Então o Senado vota, a gente apensa aos projetos de lei dos deputados que são todos do mesmo teor e manda para sanção”, afirmou Maia.

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: