Toffoli critica ausência de Guedes na crise do coronavírus

Em reunião com sindicalistas, presidente do STF disse que ministro da Economia ‘pode contribuir mais’

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, fez críticas ao ministro da Economia do governo Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, em reunião com líderes sindicais nesta terça-feira (19). Em tom duro, ele disse que Guedes se ausenta na condução da crise provocada pela pandemia de coronavírus.

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, baseada em relatos de participantes do encontro, Toffoli afirmou que o país está há dois meses sem respostas e cobrou responsabilidade do ministro, lembrando que a pasta assumida por ele é a fusão de três antigos ministérios (Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio Exterior, além de setores do Trabalho).

Em certo momento do encontro, ocorrido por videoconferência, o presidente do STF disse que ele se pergunta “cadê o Paulo Guedes?” e ironizou que o “Posto Ipiranga”, apelido dado ao auxiliar por Bolsonaro desde a campanha, não está resolvendo os problemas.

Segundo uma publicação no site do STF, Toffoli disse que o ministério da Economia “pode contribuir mais” e deve ser acionado pelas entidades dos trabalhadores para dialogar sobre as demandas.

“Estamos há dois meses sem perspectiva, essa é a verdade”, afirmou o ministro, segundo o texto. “Falta coordenação, falta orientação, faltam medidas que nos deem tranquilidade. Estou convicto de que a sociedade, tendo os sindicatos como representantes dos trabalhadores, deve apresentar uma proposta.”

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: