Julgamento de Dallagnol no Conselho do Ministério Público por PowerPoint contra Lula é adiado

Movimentação teria causado surpresa entre conselheiros e placar do caso estaria dividido

Deltan Dallagnol e o Power Point contra Lula – Foto: Arquivo

Marcada para ser analisada pelo Conselho Nacional do Ministério Publico (CNMP) na próxima terça-feira (7), a representação em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusa o procurador Deltan Dallagnol e outros integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato de abuso de poder foi retirada de pauta.

A representação se refere a uma entrevista coletiva concedida em 2016 pelos procuradores de Curitiba, que ficou famosa pelo PowerPoint onde todas as setas apontavam para Lula.

A mudança na pauta do CNMP foi realizada a pedido do relator, Marcelo Weitzel. Segundo informações do jornal O Tempo, Weitzel alega que há muitos processos na próxima sessão e que “o plenário por videoconferência é muito mais cansativo e moroso que o presencial”.

No entanto, a retirada do processo da pauta da sessão, a última antes do recesso, causou surpresa em alguns conselheiros, segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

Ainda de acordo com a apuração da coluna, o placar no julgamento está equilibrado. Dos 11 votos do CNMP, 5 são quase sempre contrários aos métodos dos procuradores da Lava Jato em Curitiba.

Para abrir um procedimento administrativo contra a força-tarefa são necessários no mínimo sete votos, ou dois terços do total.

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: