Criador do Linux: ‘Eu não sou mais um programador’

Em live, Linus Torvalds explicou seu trabalho atual: ele disse que escreve poucos códigos e passa o dia lendo e respondendo e-mails

Considerado o pai do Linux, Linus Torvalds hoje em dia tem tarefas um pouco entediantes em comparação ao começo da história do sistema operacional. Em uma live em que conversou com o vice-presidente da VMware, Dirk Hohndel, Torvalds revelou que seu trabalho atualmente é bem mais ler e escrever e-mails do que programar.

“Eu não programo mais,” afirmou, após ressaltar que hoje em dia costuma passar o dia quase inteiro dentro de aplicativos de e-mail, lendo e respondendo às várias mensagens recebidas diariamente.

“A maior parte dos códigos que escrevo atualmente são feitos dentro do leitor de e-mail. Se alguém me manda um patch, ou como é mais comum, alguém me envia um pull request, ou então é discutido o próximo pull request, e tem alguma coisa a qual eu reajo, eu digo ‘não, está ótimo, mas…’ e então envio um pseudocódigo”, continuou. “Estou tão acostumado com a liberação de patches que às vezes eu edito patches e envio sem compilar e nem testar, já que escrevi aquilo dentro do aplicativo de e-mail.”

Em resumo, Torvalds atualmente só envia pequenos códigos com correções e sugestões para outras pessoas. Mas esses códigos são trocados via e-mail, e quem recebe as mensagens de Torvalds decide o que fazer com aquela linha específica.

“É isso o que eu faço. Eu não sou mais um programador”, continuou.

“Eu leio muito mais do que escrevo. No fim das contas, meu trabalho é dizer não. Alguém tem que ser capaz de dizer não aos outros. Os outros desenvolvedores sabem que se eles fizerem algo errado, eu vou dizer não. Então assim espero que eles sejam mais cuidadosos”, continuou. “Mas para conseguir dizer não, eu preciso saber os bastidores. Sem isso, não consigo fazer meu trabalho. Então eu passo meu tempo inteiro basicamente lendo e-mails para saber o que os outros estão fazendo.”

Ler uma infinidade de mensagens trocadas entre desenvolvedores o dia inteiro não parece um trabalho tão divertido quanto escrever códigos, mas Torvalds não está exatamente insatisfeito com isso. “É um trabalho interessante, mas você passa a maior parte do tempo lendo e-mails.”

Confira a conversa completa abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: