“População deve redobrar os cuidados com a dengue”, alerta Renato Câmara após avanço da doença em MS

O sinal vermelho para o risco de colapso do sistema de saúde em razão do coronavírus também mantém autoridades em alerta para o agravamento de epidemias já conhecidas, como é o caso da dengue. Diante da situação, o deputado estadual Renato Câmara (MDB), que é coordenador-presidente da Frente Parlamentar de Combate à Tríplice Epidemia, chama à atenção para o avanço da dengue no primeiro trimestre de 2020 em Mato Grosso do Sul. São mais de 36,6 mil casos de dengue, o que corresponde a uma média superior a 400 novos casos por dia.

Os números estão no mais recente boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretária Estadual de Saúde) e mostram que dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 75 estão com alta incidência da doença. O boletim também apontou que já foram registradas 19 mortes em razão da dengue no Estado. O óbito mais recente foi de uma mulher de 92 anos, de Aquidauana, que morreu no dia 2 de março.

Renato Câmara adverte que a ampliação do combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti neste momento também contribui para enfrentamento ao Covid-19, já que resulta na diminuição do número de pessoas ocupando leitos hospitalares em virtude da doença.

“Agora, mais do que nunca, é necessário assumirmos nossa auto responsabilidade e darmos nossa demonstração de cidadania. O enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti também depende das nossas ações conjuntas. Diferente do coronavírus, esse é um inimigo que podemos ver e eliminá-lo. Por isso, peço para que cada uma das pessoas que estão em casa travarem essa guerra contra o mosquito transmissor da dengue, zica e chikungunya. O mosquito é extremamente urbano e 90% de seus criadouros encontram-se no ambiente domiciliar. Precisamos encontra-los e eliminá-los. É desta forma que podemos proteger a nossa família e nossos vizinhos”, destacou Renato Câmara.

O emedebista informou que Frente Parlamentar de Combate à Tríplice Epidemia, que composta por representantes de mais de 30 instituições, está desenvolvendo uma grande campanha para incentivar à sociedade a participar mais efetivamente do combate aos focos do mosquito da dengue. A campanha prevê a divulgação de um vídeo dando dicas e informações sobre a importância do enfrentamento ao
Aedes aegypti para diminuir o número de casos e, consequentemente, de pacientes ocupando leitos hospitalares que podem ser utilizados para atender as pessoas acometidas com o coronavírus. “Se cada um fizer sua parte, cuidar do seu quintal e evitar qualquer recipiente com acúmulo de água, finalizou o deputado.

PROJETO DE LEI

Nesta terça-feira, Renato Câmara apresentou um projeto de lei que visa estabelecer requisitos mínimos a serem adotados pelos municípios de MS para a elaboração dos Planos de Contingência das Arboviroses, que engloba o conjunto de ações, propostas e diretrizes voltadas para o combate de doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela.

Conforme o deputado, a proposta, extraída a partir de discussões e encaminhamentos da Frente Parlamentar de Combate à Tríplice Epidemia, tem o objetivo de garantir mais eficácia e aplicabilidade ao planejamento anual de ações desenvolvido pelos municípios para enfrentamento às doenças causadas pelos arbovírus. A ideia é buscar um maior poder de execução as medidas que fazem parte das diretrizes estratégicas, mas que muitas vezes não são colocadas em prática. “A ideia é padronizar a elaboração deste plano de ação para que propostas sejam efetivamente aplicadas e o combate a essas doenças tenham ações sistemáticas por parte de todos os municípios”, disse Renato Câmara.

Fonte: Dourados News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: