Emmanuel Macron vai a Beirute em dia que mortos por explosão chegam a 145

O presidente da França, Emmanuel Macron, visitou Beirute, onde uma explosão destruiu a capital libanesa e deixou mais de 300 mil pessoas desabrigadas

Presidente da França Emmanuel Macron é recebido pelo presidente do Líbano Michel Aoun (Foto: Reuters)

O presidente da França, Emmanuel Macron, visitou o Líbano, após a explosão na terça-feira (4) que destruiu a capital, Beirute. Nesta quinta-feira (6), o número de mortos aumentou para ao menos 145 mortos e 5.000 feridos. Mais de 300 mil pessoas estão desabrigadas

“A prioridade hoje é ajuda, apoio incondicional à população. Mas há reformas indispensáveis ​​em certos setores que a França exige há meses, anos”, disse Macron. “Se essas reformas não forem feitas, o Líbano continuará a afundar”, afirmou. 

“Quero organizar a cooperação europeia e, mais amplamente, a cooperação internacional”, acrescentou o francês. Seus relatos foram publicados no jornal Folha de S.Paulo.

Além da França, países como Alemanha, Austrália, Rússia, Qatar e Irã – rival histórico do Líbano – enviaram profissionais de saúde para ajudar na assistência a pessoas desamparadas por conta da explosão.

A explosão destruiu mais da metade da capital libanesa, de acordo com o governador de Beirute, Marwan Abboud.

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: