Repórter da TV Record é denunciado por crime de importunação sexual contra quatro jornalistas

O primeiro caso de assédio registrado pela polícia ocorreu em 2016 contra uma estagiária da emissora. Gerson de Souza está afastado desde maio do ano passado, mas continua recebendo salário

Gerson de Souza (Reprodução)

O repórter Gerson de Souza, da TV Record, foi denunciado por importunação sexual contra quatro jornalistas da mesma emissora durante expediente no programa Domingo Espetacular. A denúncia foi encaminhada pela promotora Maria do Carmo Galvão de Barros Toscano, do Ministério Público de São Paulo.

De acordo com reportagem do Notícias da TV, 12 mulheres procuraram o departamento de Recursos Humanos da Record, em maio do ano passado, alegando terem sido vítimas de assédio sexual por parte de Souza.

Segundo elas, o repórter as tocava sem permissão e dizia palavras maliciosas. Há um ano e dois meses, Souza beijou uma produtora na boca sem seu consentimento.

Ainda de acordo com a reportagem, o primeiro caso de assédio registrado pela polícia ocorreu contra uma estagiária da emissora, em 2016.

Com isso, o Ministério Público reconheceu que Souza, por diversas vezes e de forma continuada, “importunava as vítimas com palavras maliciosas, comentários de conotação sexual, gestos obscenos e toques lascivos e não consentidos, com elas mantendo contato físico inoportuno, constrangendo-as dentro do local de trabalho”.

O jornalista está afastado da emissora desde maio do ano passado, mas continua recebendo salário.

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: