Maduro anuncia captura de “espião dos EUA” em uma refinaria de petróleo

Presidente venezuelano afirmou que o prisioneiro já está identificado: seria um fuzileiro naval estadunidense que também teria trabalhado para a CIA em missões no Iraque

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro (foto: TeleSur)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta sexta-feira (11) que seu país capturou “um espião norte-americano” que buscava coletar informações estratégicas um duas refinarias de petróleo da região centro-oeste do país.

O caso estaria ligado às refinarias Amuay e Cardón, localizadas no estado de Falcón. As duas plantas pertencem à PDVSA (Petróleos da Venezuela, empresa petroleira estatal).

Maduro também afirmou que o espião já foi identificado. Não mencionou seu nome, mas contou que se trata de um fuzileiro naval que trabalha para a CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos), e que já esteve trabalhando em missões no Iraque.

“Temos todas as evidências, as fotografias, os vídeos. Ele foi capturado com armas pesadas especializadas e uma grande quantidade de dinheiro”, contou o mandatário sul-americano.

Além disso, o presidente também falou que “um grupo de engenheiros e cientistas descobriram e desmontaram um plano para provocar uma explosão na refinaria El Palito” (estado de Carabobo, no norte da Venezuela).

Diante de todos esses casos, o presidente também mandou reforçar as medidas de segurança interna e externa de todas as refinarias do país. “É uma guerra de vingança do império para impedir que a Venezuela produza gasolina e derivados do petróleo. Eles chegaram a esse nível de loucura”, comentou.

Fonte:Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: