Presos agonizam com falta de ar no chão de presídio em Alagoas

Superlotação e falta de circulação de ar teriam provocado as crises nos detentos

Reprodução/Twitter

A Agenda Nacional Pelo Desencarceramento, grupo que luta pelos direitos humanos das pessoas presas, publicou um vídeo nas redes sociais neste domingo (13) para denunciar a situação dos presos que sofrem com falta de ar por conta da superlotação dos presídios do Alagoas, estado governado por Renan Filho (MDB).

No vídeo, cinco detentos aparecem agonizando no chão da penitenciária com falta de ar. As imagens foram feitas no presídio Cyridião Durval de Oliveira e Silva, em Maceió. De acordo com o autor do vídeo, a superlotação das celas foi o que causou as crises nos presos.

“Tiramos para atendimento na enfermagem por falta de oxigênio circulando”, diz. “Pouco ar, muitos presos dentro de um mesmo ambiente fechado, respirando, e a consequência não poderia ser outra”, completa o autor das imagens. O vídeo mostra ainda profissionais de saúde atendendo os presos diretamente do chão.

A denúncia ocorre em meio à pandemia do coronavírus, doença que se prolifera em ambientes fechados e com aglomeração. Segundo dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), há 44 contaminações confirmadas e 13 casos suspeitos de Covid-19 nos presídios de Alagoas. Até então, nenhum preso morreu por conta da doença. Os dados oficiais são fornecidos pela Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: