Incapaz de taxar os ricos, Guedes admite empurrar um “imposto de merda”: a CPMF

Sem vontade de taxar os ricos e sem capacidade para levar adiante a ‘nova CPMF’, Guedes enquanto não houver uma solução para desonerar a folha, prefere “esse imposto de merda”

Ministro da Economia, Paulo Guedes. 11/08/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira, 16, que enquanto não houver uma solução para desonerar a folha, prefere “esse imposto de merda”, sobre criação de ‘nova CPMF’. 

Sem vontade de taxar os ricos e sem capacidade para levar adiante o novo imposto, Guedes disse que o atual imposto é uma “merda”.

“Temos que desonerar o custo do trabalho. Enquanto as pessoas não vierem com uma solução melhor, eu prefiro esse imposto de merda”, disse o ministro durante evento virtual realizado pela XP Investimentos. 

“Por que você acha que estamos pensando nessa coisa de merda? Você acha que liberais gostam de criar impostos? De maneira alguma. Só tem uma maneira razoável de pensar, é porque existe um pior funcionando hoje”, disse. 

Sem capacidade de lavar seus projetos adiante, ele também disse na live que é preferível manter o Bolsa Família como está do que realizar o Renda Cidadã furando o teto de gastos. Da forma como estava sendo proposta, o Renda Cidadã não estava tendo apoio do setor financeiro.

“Se não conseguirmos encontrar espaço para fazer um programa melhor, vamos voltar ao Bolsa Família. É melhor voltar ao Bolsa Família do que tentar fazer um movimento louco e insustentável”, afirmou.

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: